Archive for the 2007 Category

Gitano

Posted in 2007, Descaminhos with tags , , , , , on 25/06/2010 by Stella

Teus olhos verdes me olham

Durante a dança.

No rodopiar das saias

Nossas mãos se encontram.

Meu amor cigano…

Como seria bom

Te reencontrar…

∞ ∞ ∞

“Oh meu amor, não fique triste. Saudade existe pra quem sabe ter. Minha vida cigana me afastou de você.” (V ida Cigana, Zeca Baleiro)

Anúncios

Todos os meus sentidos e sentimentos são pra você

Posted in 2007, Descaminhos, Poesia with tags , , , , on 28/03/2010 by Stella

Quero me perder

no azul dos seus olhos.

E me embriagar

nos seus lábios.

Quero me entorpecer

com seu cheiro,

me aconchegar no

seu corpo e

desvendar os seus mistérios.

Ouvir nossos corações

no mesmo ritmo

e ser toda sua…

Estou perdida…

Todos os meus

sentidos estão

em você.

∞ ∞ ∞

“Os meus sentidos só estão sentindo porque você está aqui me amando.” (Todos os sentidos, Martinho da Vila)

Viagem astral

Posted in 2007, Descaminhos, Poesia with tags , , , on 25/03/2010 by Stella

Estou fora

do meu

tempo.

Estou fora

do meu

corpo.

Almejo

estar

contigo

desesperadamente.

∞ ∞ ∞

“Eu conto as horas pra poder te ver, mas o relógio tá de mal comigo.” (Fico assim sem você, Adriana Calcanhoto)

Meu destino é o amor

Posted in 2007, Descaminhos, Poesia with tags , , , , on 24/03/2010 by Stella

Mora em meu peito de dor

Uma pedra de gelo latente

Mora em meu peito de dor

Um iceberg gigante

Que faz correr em minhas veias

O frio sangue que me faz viver

Tua boca diz que sou gélida

Meu corpo diz o contrário

Há em mim uma chama ardente adormecida

Esperando o momento de despertar

Espero o dia em que minha alma

Brilhará tanto…

Que meu corpo se encherá de alegria

E em minhas veias correrá urgente,

Latente

Um sentimento quente, enérgico, intenso…

E eu serei só Amor…

∞ ∞ ∞

“O que há dentro do meu coração eu tenho guardado pra te dar.” (Um amor puro, Djavan)

Mix feelings

Posted in 2007, Descaminhos, Poesia with tags , , , on 24/03/2010 by Stella

Meu coração

é um misto

de amor e saudade.

Não vejo a hora

em que você

vai se saciar

em meus braços.

Meu coração e

meu pensamento

estão contigo

sempre, e

aqui só estou de

corpo presente.

∞ ∞ ∞

“… To the sunshine from the rain, make my feelings known towards you. Turn my heart inside and out for you now…” (Breakthru, Queen)

Coração de pedra

Posted in 2007, Descaminhos, Poesia with tags , , , , , on 24/03/2010 by Stella

Dizem que tenho uma pedra no lugar do coração.

Ah, como gostaria que  fosse verdade.

Assim não sentiria esse aperto no peito.

Essa angústia que consome.

Essa dúvida que persiste.

Não saberia o que é o medo de amar,

Nem o de nunca amar.

Não sentiria palpitar.

Em vez de uma pedra,

Queria que meu coração fosse uma rocha

Praticamente inabalável, dura, bruta…

Mas até a maior rocha

Pode ser abalada pela chegada de um terremoto

E o inevitável aconteceria.

Pela brecha aberta

Sentiria o aperto, a angústia, a dúvida, o medo, o palpitar…

E veria que são esses sentimentos

Que fazem a vida ter graça e sentido.

E é só assim que se cresce.

∞ ∞ ∞

“But you’ll never break this heart of stone.” (Heart of Stone, Rolling Stones)