Arquivo de dor

Outra vida

Posted in 2010, Descaminhos, Poesia with tags , , , , , , , on 01/07/2011 by Stella

Tenho vontades que não cabem em mim…

Sonhos que me transbordam a alma,

Saudades que não me deixam.

Uma dor desconhecida.

Um olhar perdido no tempo.

Uma esperança que me acompanha.

E um coração que não está nesse mundo.

∞ ∞ ∞

“Talvez não seja nessa vida ainda, mas você ainda vai ser a minha vida…” (Outra vida, Armandinho)

Conexão

Posted in 2010, Descaminhos, Poesia with tags , , , on 24/06/2011 by Stella

Sinto algo de paz quando me vejo parte do todo.

Da folha que dança ao vento.

Da flor que desabrocha e perfuma.

Do canto dos pássaros.

Do firmamento sobre nossas cabeças.

Do cheiro de pão novo que vem da padaria.

Da dor do irmão que cata lixo para viver.

Do olhar cúmplice e cheio de promessas do jovem casal de namorados.

Dos segredos partilhados durante a longa caminhada de um casal de mais idade.

Do riso das crianças e da algazarra dos adolescentes a caminho da escola.

Do barulho dos carros e do andar apressado da moça que vai para o trabalho.

A sua alegria é a minha alegria.

A sua dor também.

Somos todos um!

∞∞∞

“Somos todos filhos da terra. E todos somos um.” (Todos Somos Um, Chimarruts)

Clímax

Posted in 2009, Descaminhos, Poesia with tags , , on 03/06/2010 by Stella

Vibra, dor amiga

Nas entranhas

Vibra, dor intensa

No meu ser

Vibra! Vibra! Vibra!

Vibra, pulsa e desatina…

Vibra, num tormento

De prazer…

∞  ∞ ∞

Sexo é invasão. Amor é divino. Sexo é animal. Amor é bossa nova. Sexo é carnaval. (Amor e Sexo, Rita Lee)

Meu destino é o amor

Posted in 2007, Descaminhos, Poesia with tags , , , , on 24/03/2010 by Stella

Mora em meu peito de dor

Uma pedra de gelo latente

Mora em meu peito de dor

Um iceberg gigante

Que faz correr em minhas veias

O frio sangue que me faz viver

Tua boca diz que sou gélida

Meu corpo diz o contrário

Há em mim uma chama ardente adormecida

Esperando o momento de despertar

Espero o dia em que minha alma

Brilhará tanto…

Que meu corpo se encherá de alegria

E em minhas veias correrá urgente,

Latente

Um sentimento quente, enérgico, intenso…

E eu serei só Amor…

∞ ∞ ∞

“O que há dentro do meu coração eu tenho guardado pra te dar.” (Um amor puro, Djavan)

Sonho ruim

Posted in 2006, Descaminhos, Poesia with tags , , on 20/03/2010 by Stella

Tive um sonho.

Você tinha um amor.

Não era eu…

Seus beijos

pra outra.

Seus abraços

pra outra.

Senti uma

dor enorme.

Tentei acordar,

pra fugir, e vi

que a realidade

pode ser bem pior.

Voltei a dormir.

∞ ∞ ∞

Eu tive um sonho ruim e acordei chorando…” (Paralamas do Sucesso)

Tive um sonho

Você tinha um amor.

Não era eu…

Seus beijos

pra outra.

Seus abraços

pra outra.

Senti uma

dor enorme.

Tentei acordar,

pra fugir, e vi

que a realidade

pode ser bem pior.

Voltei a dormir.