Natureza de nós dois


Eu era desequilíbrio.

Mar revolto.

Vulcão em erupção.

Tremor de terra.

Você chegou ventania.

Do meu mar fez calmaria.

Quando sol beija-me toda.

Quando chuva é puro toque…

Carícia.

Ao teu beijo, tremor de terra.

Ao teu toque, sempre vulcão…

∞ ∞ ∞

“Quem te ama dorme à sombra de um vulcão. Parece até que o mundo não sobrevive sem nós.” ( À sombra de um vulcão, Fagner)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: