Affair


Sei que não é amor,

Mas te visto assim

Pra me iludir.

Não é tampouco paixão…

É uma fuga.

E nessa ilusão

De amor

Vou fugindo,

Caindo, me enredando

Só por gostar dos

Beijos teus e por medo

Da solidão.

∞ ∞ ∞

“Ai! Que coisa boa… À meia-luz, à sós, à tôa… ” (Caso Sério, Rita Lee)

Anúncios

3 Respostas to “Affair”

  1. A gente se deixa iludir por beijos e promessas de muito mais que beijos. Ontem conversando com meu amigo Vítor, ele disse uma grande verdade, a gente deve se divertir SIM com os homens errados, até encontrar o certo. E não é que é mesmo? rsrs

    • hehehe É verdade sim!!! A vida é pra ser vivida e experimentada, assim qdo “o cara” chegar teremos segurança pra perceber e acolher. Bj!

  2. Paulo Roberto Glasorester Says:

    Muito bom!
    Adorei teus poemas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: